Finalmente a tão aguardada primeira lista de Tite saiu, e claro que foi bastante criticada, até porque nós amantes do futebol carregamos um pouco de Guardiola e cremos cegamente que faríamos um trabalho bem melhor do que qualquer um na beira do gramado. Pergunte a 10 pessoas qual seria a escalação ideal da seleção e você obterá 10 respostas diferentes, os atleticanos levariam Marcos Rocha, os flamenguistas Willian Arão, o santista ressuscitaria Pelé e assim o Brasil se tornaria o time do coração de cada um + Neymar.

Á convocação do Sr. Adenor pode e deve ser contestada sim, mas ela é acima de tudo compreensível, assim como todo o torcedor ele tem seus jogadores de confiança que conhece bem e isso é fundamental para o começo de qualquer trabalho independente da área que a pessoa atue. Entre os mais linchados estão Taison, Giuliano e Paulinho, os dois primeiros surgiram com Tite no Internacional, o primeiro pouco se ouve falar mas parece que segura bem as pontas – entendedores entenderão – e o segundo vinha em um bom momento com o Grêmio antes de ser vendido para o Zenit, já o último é inegável que tem um espaço no coração do professor mas isso não significa que seja o único motivo de ser chamado, juntos conquistaram o Brasil a América e o mundo, é mais um homem de confiança para ele.

É importante frisar duas coisas também, a primeira delas é que essa é uma convocação para ”apenas” dois jogos: Equador e Colômbia, o elenco montado tem qualidade o suficiente para na pior das hipóteses conseguir 4 pontos. E a segunda são os nomes de jogadores como Thiago Silva e Douglas Costa que estavam lesionados e certamente serão chamados, ou mesmo Luan que encerrou sua participação nas Olimpíadas por cima. Temos a obrigação de dar um voto de confiança á Tite, porque ao contrário de outros ele não chegou ali por acaso.

 

A serenidade no olhar de quem sabe o que está fazendo.

About The Author

Leave a Reply

Your email address will not be published.