Hoje não será um dia fácil para nenhum torcedor do Palmeiras. Eu até queria poder falar mais sobre meu papel aqui, que voltará a ser desempenhado semanalmente, mas eu não tenho clima. Não é hora de estar tranquilo e favorável. Aquela cena épica do filme Gladiador, em que todos os prisioneiros estão prestes a entrar na arena pela primeira vez. Um maluco urina na própria roupa, mas todos seguem concentrados, olhando para a frente, sem achar graça de nada. É assim que estamos nós, palmeirenses. Não tem risadinha, não tem zombaria, não tem provocações. Tem apenas torcedores conscientes da situação do time do coração.

O Palmeiras é o terceiro colocado do grupo B com cinco pontos conquistados. Tivemos uns vacilos pelo caminho. Na nossa frente, Rosário com oito pontos e Nacional com nove. Nacional é alviverde hoje também, mas daqui a pouco falaremos sobre. Retornando à matemática, o mero mortal de humanas entende que o Nacional não é rival. O Nacional é esperança. Hoje é como se o Nacional fosse o Palmeiras e o Palmeiras um pequeno admirador. Somos todos uruguaios. Nacional e Rosário se enfrentam, no Uruguai, enquanto o Palmeiras pega o River, já eliminado, em São Paulo. O Palmeiras precisa vencer e torcer por uma vitória do Nacional, mas não são simples vitórias. O Verdão, se vencer, chegará aos oito pontos e ficará empatado com o Rosário, caso esse perca. Contudo, os argentinos têm saldo de gols melhor que o nosso. E isso complica o meio de campo.

Mas vamos esquecer o números. Deixa que os jogadores se resolvam dentro de campo. Vamos falar sobre o nosso time do coração: o Nacional. Time belo, de história e tradição, campeão. Viva o Nacional! Despertou-se de repente um sentimento de apego. Torcedor de futebol, normalmente, não gosta muito de ficar puxando sardinha para outros times. Palmeirense não quer puxar sardinha de uruguaios. Mas hoje não tem outro caminho nessa estrada das Américas. Dependemos de uma vitória de lá. Só isso importa, fora a nossa obrigação de vencer em casa.

As chances de não se classificar são imensas, não negamos. É complicado. Ter que vencer e ter que se prender aos números deixa o ambiente tenso. Nada está tranquilo lá na Academia. Por este motivo, existe a grande possibilidade de ficarmos pelo caminho. As combinações são difíceis e corremos o risco do desfalcado Nacional não dar conta do recado. Mas eu te digo uma coisa: se o Palmeiras conseguir passar, meu amigo… Se passar, nós vamos ganhar a América.

Uma coisa nenhum torcedor de futebol pode negar em qualquer instância: o Palmeiras é um time filha da puta. E me permita dizer isso com todas as letras: FILHA DA PUTA. Um time que nos momentos decisivos, não se esconde no vestiário. É um time de viradas. É um time que gosta de decisões. A Copa do Brasil de 2012, mesmo com o rebaixamento tempos depois, mostrou que o Palmeiras cresce em decisões. A Copa do Brasil de 2015, onde fomos rebaixados a quase nada diante do Santos, e crescemos, prova isso. O passado prova que o Palmeiras sabe jogar decisões. O Palmeiras sabe jogar esse jogo. O Palmeiras gosta desse jogo.

Hoje é a prova de tudo. Nós podemos não passar, mas se passarmos… que exista um chute de fora da área, como aquele de Cleiton Xavier, em 2009, contra o Colo Colo. Que exista um São Marcos, como naquela semifinal contra o Corinthians, que exista um Fernando Prass nos seus melhores dias, que exista uma jogada entrosada e consciente do tamanho que é nosso time, que tenha laterais dispostos a deixar todo o fôlego em campo, que acha volantes guerreiros, meias criativos, Cleitons recuperados e atacantes com fome, mas muita fome de gol. Que tenha um palmeirense que sofre muito quieto pronto para não sofrer mais. Que exista classe no nosso futebol, que é aquilo que mais falta nos dias de hoje. Que exista um time heroico.

Pode não passar, mas se passar… entreguem a taça.

About The Author

2 Responses

  1. Caduco

    Olha , na boa isso! Depois da façanha que o Grêmio fez ontem, ainda tem gente que pede que entreguem a taça ao ridículo Palmeiras!!

    Depois eu é quem sou Caduco.

    Responder

Leave a Reply

Your email address will not be published.