Rodada vai, rodada vem e a preocupação da torcida celeste segue rondando a Toca da Raposa, apesar de ter assumido a liderança da competição após a 6ª rodada, o time segue sem inspirar a mínima confiança e dependendo de lampejos para vencer equipes com investimentos bem menores, nesta temporada, a Raposa já fez 8 partidas, com 4 vitórias, 3 empates e 1 derrota, atual líder do estadual e eliminado na primeira fase da Primeira Liga.

As principais críticas da torcida recaem sobre o técnico Deivid, por dois motivos claros, o primeiro é que no ano passado o elenco era o mesmo, e a equipe conseguiu emendar uma sequência de incríveis 13 jogos invicta, jogando muito bem, já este ano a boa fase não se repete, a outra crítica cai sobre ele devido ao fato de não ter nenhuma experiência no comando técnico de qualquer equipe, é o primeiro trabalho solo do ex-atacante e ele parece estar sentindo o peso de dirigir um grande clube brasileiro. Jogadores fundamentais na arrancada da equipe, no último semestre de 2015, não têm rendido bem, entre eles estão Ariel Cabral e Willian, o treinador também não consegue acertar a formação tática, variando entre 4-3-3, 4-4-2 ou 4-2-3-1, o time não tem sequencia e não consegue seu encaixe.

Equipe não se encontra em 2016

Equipe não se encontra em 2016

Os adversários da série A que a Raposa enfrentou, até o momento, foram Fluminense e América/MG, ambos no Mineirão e nada de vitória, derrota para os cariocas e empate com o Coelho, contra adversários menores tem sofrido para arrancar as vitórias, equipes como Tombense, Tricordiano e Caldense fizeram jogos duríssimos, mais pelas falhas celestes do que por mérito próprio. Os jogos têm sido resolvidos pelos lampejos de Alisson e De Arrascaeta, além de bons momentos de alguns jogadores com pouca grife, como Rafael Silva que já tem quatro gols na temporada.

O único defensor de Deivid, no momento, é o presidente Gilvan, o resto da cúpula celeste e a torcida já não aguentam mais as más atuações cruzeirenses e como a torcida tem dito, o Cruzeiro é o time mais regular do Brasil, sempre joga mal. Para reverter essa situação Deivid precisará pensar em formas de fazer o time render, voltar ao esquema de Mano é o mais simples e mais correto a se fazer agora, o ex-atacante praticamente começou do zero, um time que já estava com um bom formato para 2016, aliás, Deivid parece mais inspirado em Luxa que em Mano, a passagem de ambos pelo Cruzeiro, no último ano, mostram qual deveria ser a inspiração, pelo visto, o atual treinador precisará de muito trabalho e um pouco de sorte, pois o tempo parece já estar acabando.

About The Author

Amante do esporte, presente em uma das tantas curvas da highway. Mineiro, acima de tudo Cruzeiro. Fã de futebol rápido, não necessariamente rasteiro. Acredita na Copa do Mundo como momento máximo do esporte.

Leave a Reply

Your email address will not be published.