Nunca fui a Minas. É um desejo meu, ir nesse estado com tanta história, com tantos sujeitos e predicados. Um dos pontos que mais anseio ver é o Mineirão. Tenho um fascínio em visitar estádios. Gosto de sentir a história, conhecer, imaginar o que houve por ali e o que pode acontecer. Acredito que certos lugares são especiais. Tem uma magia diferente. Estádios em geral são muito especiais, mas alguns tem um ponto importante na história. O capítulo mais recente do Mineirão, em termos internacionais, foi o fatídico sete a um. Nesse dia, não queria estar lá.

Na terra do pão de queijo, coisas diferentes acontecem. Em matéria de futebol, precisamente no estádio Governador Magalhães Pinto, alguns acontecimentos foram eternizados. Um exemplo dessa peculiaridade foi que num feriado de Sete de Setembro, acho que em 1965, toda equipe do Palmeiras, incluindo a equipe técnica, vestiu a camisa da seleção brasileira e jogaram um amistoso contra a seleção do Uruguai. E ganharam por três a zero. O futebol era diferente amigos…

E sinceramente, acho que esse fator especial mineiro, esse super poder, afetou Guerrero e Muricy. Sim, o Flamengo ganhou do Atlético – MG com dois gols do Guerrero. Foi um jogo meio que amistoso, meio competição, nem importava muito o resultado.

(Foto: Divulgação/Clube Atlético Mineiro)

(Foto: Divulgação/Clube Atlético Mineiro)

O que todos queriam ver era a postura do time em campo. Nem as novidades, como o Mancuello, podemos ver. Então me concentrei em observar caras conhecidas. Gostei da atuação de Gabriel, lutando, correndo atrás, demonstrando que tem algo a acrescentar. Nem que esse acréscimo seja vontade.

Apreciei a atuação de Willian Arão. Bom passe, boa visão, precisão em suas tentativas e o mais importante de tudo: não faz merda. Isso ajuda, acreditem.

Mas não posso deixar de falar em Guerrero. Era nítido que ele estava incomodado. Mais transparente ainda era sua tristeza com sua situação. Mas o mais importante é que ele continuou tentando. Dava até pena do rapaz.

Nos dois primeiros jogos, contra Ceará e Santa Cruz, a sofrência continuou. Mas ele continuou tentando. Um lance meio Joseph Climber, mas ele estava firme. Até que pisou em Minas. E aí a magia aconteceu.

Óbvio que o time do Atlético, no papel e em campo é melhor. É uma equipe que mais tempo junto, tem uma zaga muito boa. Justamente por conta disso que devemos bater palma para atuação do peruano.

As poucas bolas que chegaram, ele tentava se virar, construir alguma coisa. E fez dois belos gols. Tomara que a fase ruim tenha ido embora.

Outro que merece destaque é o Muriçoca. Dá pra sentir a mão do técnico no time. Os molengas voltaram do intervalo com sangue nos olhos e sabendo exatamente o que fazer em campo. E a entrada de Marcelo Cirino foi preponderante para o resultado. Importante salientar: na posição em que ele se sente mais confortável.

É inicio de temporada, não foi uma lindeza de futebol, mas existe um potencial. O time bem arrumado, pode arranjar alguma coisa no Brasileirão. Que usem a liga (se ela de fato continuar) e o campeonato carioca como período para formação do time. E que o técnico da vez não invente moda. Se fizer o que fez contra o Atlético, terá o apoio de todos.

About The Author

Alagoano, Flamenguista desde que vi a camisa onze do Romário. Apaixonado pelo Rio, vivo no Maracanã. Goleiro nas peladas da vida, apreciador do Futebol e do que ele causa ao seu redor. Provavelmente me encontrará na Lapa tomando um chopinho.

One Response

  1. Isaac Almeida

    Sr. Editor, peço que publique no site o processo seletivo que beneficiará novos autores. Segue abaixo um breve release.
    Obrigado, Isaac Almeida, Vivara Editora Nacional

    Concurso Nacional Novos Poetas. Prêmio Poetize 2017.

    Estão abertas as inscrições para o Concurso Nacional Novos Poetas, Prêmio Poetize 2017.
    Podem participar do concurso todos os brasileiros natos ou naturalizados, maiores de 16 anos.
    Cada candidato pode inscrever-se com até dois poemas de sua autoria, com texto em língua portuguesa.
    O tema é livre, assim como o gênero lírico escolhido. Serão 250 poemas classificados.
    A classificação dos poemas resultará no livro, Prêmio Poetize 2017. Antologia Poética.
    Concurso Literário e uma importante iniciativa de produção e distribuição cultural,
    alcançando o grande público, escolas e faculdades.
    Inscrições gratuitas
    De 05 de setembro a 05 de dezembro de 2016 pelo site: http://www.premiopoetize.com.br

    Realização: Vivara Editora Nacional
    Apoio Cultural: Revista Universidade

    Responder

Leave a Reply

Your email address will not be published.