A escassez de centroavantes no Brasil parece ter afetado o raciocínio de algumas pessoas. Após declarações de um certo finalizador argentino, há quem defenda que Lucas Pratto é a solução pro ataque da Seleção Brasileira. Isso é sério? Custo a acreditar que alguém diga isso em sã consciência.

Pratto nada mais é do que um Fred que habla. Sabe fazer muito bem o pivô e define como poucos no futebol brasileiro, mas não é nem o artilheiro do Brasileirão. É um bom jogador – como Fred -, mas não é para a Seleção. Eu pergunto: Ricardo Oliveira está abaixo dele? É, no mínimo, do mesmo nível – se não for superior. E foi chamado de forma emergencial. Não constava entre os 23 convocados na primeira convocação.

lucas pratto

(Foto: Divulgação/Atlético Mineiro)

Outro motivo para a não-naturalização do argentino é o simples fato de ter nascido e se formado como cidadão na Argentina. Nada de rivalidade, só é absolutamente bizarro. Ele não tem nenhum vínculo afetivo ou cultural com o país. Não é um cara que morava em Rosário e mudou-se para Bagé com 11 anos, formou-se no Brasil e começou a carreira por aqui. Nem perto disso. Ele chegou há menos de um ano. E pode até soar ignorante, mas seleção não é clube pra mim.

Entretanto, acima de tudo encontra-se a falta de motivos para naturalizá-lo. Em sua melhor apresentação, o Brasil jogou sem um centroavante fixo. Além disso, existe uma perspectiva de melhora para Alexandre Pato e temos bons nomes do setor ofensivo surgindo: Gabigol, Gabriel Jesus, Valdívia, entre outros. E também temos Jonas, do Benfica, que é um bom jogador.

Ele é um bom jogador? No nosso certame, é. Mas não precisamos dele para a Seleção. Obrigado pela disponibilidade, Pratto. Já fez mais do que muitos “brasileiros”.

About The Author

Henrique Chaparro

Diretor-geral dos sites QQD e Falando de Premier League. Criou o QQD em 2013 e não parou mais. Torce para Internacional acima de tudo e vai com a cara do Liverpool. No FIFA 17, gosta de jogar clássicos argentinos. Acredita que o rei do futebol é brasileiro.

Leave a Reply

Your email address will not be published.