Ralf-Corinthians-Foto-Eduardo-VianaLANCEPress_LANIMA20130514_0184_47

Fala Nação!

Na última terça-feira, o Todo Poderoso completou 105 anos de existência, mas a festa ficou para a noite da última quarta-feira, com uma vitória convincente sobre o ‘baleado’ Fluminense por 2 a 0, gols do jovem Marciel, aos quatro minutos de partida, e do experiente Ralf, aos 25 minutos da etapa final, pela 22ª rodada do Brasileirão 2015. A vitória não só deixou o Timão na liderança (49 pontos), como (graças ao Walter ‘Friboi’ do Atlético Paranaense que venceu o Atlético Mineiro por 1 a 0) abrimos sete pontos para o Galo Mineiro na classificação. Além disso, os mais de 29 mil torcedores alvinegros puderam conferir a estreia do terceiro manto corintiano, em homenagem ao ‘Terrão’, conhecido por revelar grandes nomes da equipe.

O jogo foi bom para o Corinthians que logo no início abriu o placar com Marciel, de apenas 20 anos, que substituiu Elias (que está na Seleção do Dunga), em uma bela jogada de centroavante, ele se livrou da marcação e tocou sem chances para Cavalieri. Depois, Malcom, Love, Danilo e cia… começaram a desperdiçar várias chances, algumas com boas intervenções do goleiro adversário, outras por excesso de preciosismo na hora da conclusão. Por pouco o Flu não empatou com Gerson, aos 32, em falha da defesa. Em seguida, o Timão perdeu mais algumas chances e o 1 a 0 prevaleceu na etapa inicial.

No segundo tempo, o Flu chegou ao empate com Cícero, porém a arbitragem assinalou impedimento (se estava ou não, não importa…) para loucura dos jogadores do time carioca. Depois, o Timão acordou em campo e conseguiu o segundo gol, com Ralf, após cruzamento de Jadson. Com a vantagem conquistada, a equipe de Tite administrou bem o resultado, sem tomar novos sustos do adversário, e levando um pouco de perigo a meta do tricolor carioca. Final 2 a 0, e festa em Itaquera, em grande parte do Brasil e do Mundo.

Confira a avaliação (nada parcial):

Cássio: Foi pouco acionado em campo, falhou no primeiro tempo, deu sorte pelo gol de Cícero ter sido anulado. NOTA: 8,00
Fagner: Jogou bem como sempre, ajudou na marcação e foi preciso quando subiu ao ataque. NOTA 8,00
Edu Dracena: Começa a se entrosar com Gil, o que deve facilitar ainda mais a vida de Cássio, falhou na etapa inicial. NOTA 7,50
Gil: Um dos melhores zagueiros do Brasil, jogou bem, e ajudou o Timão a não levar gols. NOTA: 7,50
Guilherme Arana: Jovem promessa alvinegra, que continua jogando bem nas oportunidades que tem. NOTA 8,00
Ralf: Velho guerreiro alvinegro, voltou muito bem ao time. Merece voltar a ser titular. NOTA 9,00
Marciel: Um dos melhores jogadores em campo, marcou, tocou bem a bola e não sentiu a pressão de substituir Elias. NOTA 9,50
Danilo: Jogou muito bem, tanto que não sentimos a ausência de Renato Augusto. NOTA 9,00
Jadson: Como sempre mostrando o seu melhor futebol, participou do segundo gol e fez grande partida. NOTA 9,50
Rildo: Substituiu Jadson, não comprometeu no resultado. NOTA 7,50
Malcom: Perdeu boas chances de ampliar o marcador, porém jogou bem. NOTA 8,00
Rodriguinho: Entrou no lugar de Malcom, fez bem o seu papel. NOTA 7,50
Vagner Love: Assim como Malcom perdeu boas chances, fez uma boa partida. NOTA 7,50
Romero: Entrou, fez pouco, e merece continuar na reserva. NOTA 7,00
Tite: Mostra cada vez mais que tem o elenco na mão, independente de quem jogue. NOTA 9,00

Parabéns Timão pelos 105 anos! Saudações Alvinegras!

About The Author

Cearense, 30 anos, torcedor do Corinthians, escritor do Blog do Timão.

Leave a Reply

Your email address will not be published.