Fala, colorado! Quanto tempo, né? Quanto tempo não posto aqui, quanto tempo o Inter não fazia uma partida convincente… Nessa semana, as duas coisas voltaram a acontecer! Ah, sem esquecer de outro detalhe: há quanto tempo Vitinho e Nilton não faziam uma partida boa? Espero que, com o Argel, os dois sigam recuperando o bom futebol que a gente sabe que os dois tem.

Eu não posso falar muito do primeiro tempo, porque não vi quase nada. Tava tudo parado em Porto Alegre e eu só cheguei aos 41 do primeiro tempo no estádio. Pelo que eu ouvi na rádio, tivemos uma ótima criação de chances – e dois gols. O primeiro gol foi o típico gol de Inter: chute que raspa até na mãe do zagueiro e entra. Entretanto, é bom saber que o Vitinho tá retomando a confiança pra chutar e etc. Bom saber também que ele já não é tão fominha mais. O segundo gol evidencia isso. Outro ponto importante do primeiro tempo: tudo bem que era o Ituano, mas já é um grande feito eles não terem chegado perto de ter uma chance de gol.

O segundo tempo eu vi todo – e gostei do que vi. O até então horroroso Zé Mário entrou no lugar do Geferson na segunda etapa. Por incrível que pareça, ele jogou bem. Começou meio capenga, mas durante o jogo melhorou. Quase meteu um golaço, inclusive. Voltando ao foco, foram duas ou três bolas na trave e um quase golaço do Alex, mais algumas chances menos importantes.

Na verdade, a grande novidade é que o Inter está mais forte defensivamente. Aránguiz era bom, mas muito atirado pro ataque pra um volante. Dourado e Nilton parecem ser a medida certa. D’Alessandro voltou bem, Valdívia voltou a jogar bem, Vitinho também. Gostei do Sasha um pouco mais recuado, mas achei muito recuado. Acho que o melhor é utilizar ele como um meia-atacante. Ontem, tava mais pra meia só.

Aos poucos, o negócio vai se ajeitando. E a Copa do Brasil é um sonho bem possível. Vamo Inter!

galeria_foto_b27a8be36256226bea20c40fc5d03033

About The Author

Henrique Chaparro

Diretor-geral dos sites QQD e Falando de Premier League. Criou o QQD em 2013 e não parou mais. Torce para Internacional acima de tudo e vai com a cara do Liverpool. No FIFA 17, gosta de jogar clássicos argentinos. Acredita que o rei do futebol é brasileiro.