Lancepress! -( Brasil Out) - Rio de Janeiro- 06-06-2015 - Foto de Paulo Sergio/Lancepress!/AFP -  Campeonato Brasileiro Serie A  -jogo entre Flamengo x Chapecoense -6º Rodada  -  Local : Maracana  - NF: Gol e comemoraçao do Gabriel

Jogadores do Flamengo vibram com o gol suado contra a Chapecoense, no Maracanã.

Demorou, amigos. Mas, finalmente chegou.

A primeira vitória do Clube de Regatas veio apenas na sexta-rodada do campeonato, igualando o pior início do Flamengo na competição. O que já tinha feito derrubar um treinador, provocar a ira de parte de organizadas, e o que já preocupava toda a Nação.

A última vitória no ano tinha sido no longínquo jogo contra o Salgueiro, pela segunda fase da Copa do Brasil, ainda no início do mês de abril. Depois daquele 2×0, o Flamengo amargara dois meses, 8 jogos, e nenhuma vitória.

Contudo, é nítido, analisando os nomes e vendo os jogos do time, que o elenco não apresentava a falta de técnica e de vontade para se encontrar nessa situação, tampouco nessa posição na tabela.

Antes do início do campeonato, eram quase unânimes as opiniões de jornalistas e comentaristas, que diziam que se a diretoria investisse em um ou dois nomes de peso, o Flamengo seria, com toda certeza, um postulante a briga pela Copa Libertadores.

Afinal, parece que a diretoria finalmente compreendeu, e resolveu pôr a mão nos bolsos e coçar a carteira. A contratação de Guerrero, a investida para comprar parte dos direitos de Paulo Henrique Ganso, e a especulações de nomes de peso, como Elias e Sheik, mostraram a todos que o Time da Gávea tem verba, e está disposto a investir.

Contudo a procura da diretoria(e de toda a torcida), por um verdadeiro meia-armador, clássico, camisa 10, com capacidade de não se intimidar com o peso da camisa, ainda continua.

Talvez seja esse o maior problema. Jogadores com tais características estão em falta no mercado, e é o que falta para esse time finalmente alçar vôos mais altos nos cenários do futebol brasileiro e continental.

O Flamengo não ocupa as primeiras 4 posições do campeonato desde 2011, quando ainda dispunha de nomes como Ronaldinho Gaúcho e Thiago Neves em seu elenco.

A torcida comprou a ideia da diretoria de reformular o clube, e de colocar as finanças em dia. E finalmente parece que já é tempo de mudança para o Rubro-Negro carioca.

Tendo a maior arrecadação, até com certa folga de outros rivais, e a camisa mais valiosa do país, o Flamengo hoje tem caixa e moral no mercado para contratar jogadores de nível internacional, como Paolo Guerrero. Cabe a diretoria não parar por ai, e rechear este elenco nas posições mais carentes.

O Flamengo merece voltar a ser protagonista, e esperamos todos que este seja um ano decisivo e de mudanças na Gávea.

 

Saudações Rubro-Negras.


 

Blog do Mengão

 

About The Author