rib5241Tudo bem era um time de Série B, mas não era um time bobinho que foi à São Paulo apenas para passear. Nisso o senhor Oswaldo de Oliveira não pensou. E por tudo o que foi investido, é inadmissível o Palmeiras passar o primeiro tempo todo perdendo para o Sampaio Corrêa. Erro de quem, dos jogadores? Não, do treinador que escalou a equipe de forma equivocada.

Vale lembrar que a Copa do Brasil é o caminho mais curto para chegar à Copa Libertadores, acredito que seja o principal objetivo do Palmeiras para o segundo semestre. E nosso Oswaldo de Oliveira resolveu testar o coração do torcedor que foi em peso ao Allianz Parque. Por quê? Pra que? Qual a necessidade?

O primeiro tempo do Palmeiras parecia o time do ano passado, que quase foi rebaixado. Mostrou mais uma vez a vulnerabilidade da nossa defesa que a diretoria não se preocupa em reforçar. Está mais preocupada em reforçar o ataque que já conta com 300 atletas.

Dudu até quando? Tudo bem, não é pra qualquer time deixar um meia no banco pelo valor que custou, mas o Dudu mostra a cada partida que não vale todo o investimento que a diretoria fez. É um jogador comum, que não consegue passar pelo lateral do Sampaio Corrêa.

Rafael Marques de ponta até quando? O atacante não é meia, e muito menos para jogar pelas pontas, mas é claro, Oswaldo de Oliveira e seu conservadorismo vão sempre optar por colocar o jogador na posição, onde sempre que surge no ataque, onde deveria jogar, e seria muito mais lucro ao Verdão, sempre deixa o seu gol.

Wellington, Amaral e Vitor Hugo não são jogadores para o Palmeiras, mas sim para clubes de menor expressão como o Sampaio Corrêa e etc…

Verdão entrou em campo com dois volantes fixos, Amaral e Gabriel, pra quê? Tanto medo assim do Sampaio? Era pra segurar o 1 a 1 da primeira partida? Jogar com o regulamento debaixo do braço? Na minha singela opinião, Oswaldo errou feio, tanto que no segundo tempo, quando colocou Robinho no lugar do Amaral, o time passou a jogar bem. Aí passou a jogar como time grande. A sorte que ele errou contra um time fraco, mas se fosse um time forte, estaríamos agora lamentando uma desclassificação.

O ponto positivo da partida, além da goleada, é o Egídio na lateral-esquerda e, consequentemente, a ida do Zé Roberto para o meio. Os dois gols de ontem mostraram o quanto é importante ter o atleta mais avançado, do que ficar na defesa. Mostrou o quanto ele pode ajudar muito mais, dando mais qualidade ao meio campo do Palmeiras, mas do jeito que o senhor Oswaldo de Oliveira é teimoso e conservador, capaz de escalar o atleta na lateral na próxima partida.

Passamos para a próxima fase da Copa do Brasil, agora é focar no Campeonato Brasileiro e voltar de Santa Catarina com uma vitória. Por ser uma competição longa é sempre importante marcar pontos, vencer em casa e ao menos empatar fora. Espero que o senhor Oswaldo de Oliveira não cometa mais esses erros, enquanto isso… AVANTI PALESTRA.

About The Author