“AGORA VAI!”, esse é o pensamento que fica, do torcedor Cruzeirense, após a convincente vitória da equipe celeste sobre o Mineiros de Guayana, da Venezuela, pela Taça Libertadores da América, na noite desta última quarta-feira (08/04), no Mineirão.

O time do Cruzeiro, até que vinha vencendo na temporada, porém, o bom de futebol coletivo, ainda não tinha aparecido, e após o jogo do último domingo (05/04), quando, os jogadores comandados por Marcelo Oliveira foram derrotados pelo frágil Tombense, pelo Campeonato Mineiro, em pleno Mineirão – o que fez inclusive, com que o Cruzeiro terminasse a primeira fase do campeonato estadual em segundo lugar – a cobrança por uma boa atuação diante da equipe venezuelana pela competição continental aumentou consideravelmente, e, ela veio.

Bem posicionado, e com a volta de Willians e Willian aos titulares, o Cruzeiro foi a campo com aquilo que tem de melhor, no papel, do meio pra frente e convenceu. Com forte e leal marcação, ótima variação tática, troca de posições e de passes intensa, o Maior de Minas, fez sua melhor partida coletiva na temporada, De Arrascaeta, Alisson e Leandro Damião comandaram na frente, Willian aparecia bem com boa movimentação, Henrique e Willians funcionaram em sincronia perfeita e até Mayke, que não vinha tendo boas atuações, conseguiu, finalmente, desencantar e ajudar o Cruzeiro a construir o placar favorável.

E tudo começou com o uruguaio De Arrascaeta, dono da camisa 10, o jogador que também vinha sendo fortemente cobrado, fez de bicicleta, uma pintura, para abrir o placar para o Cruzeiro. Menos de três minutos depois, foi a vez do destaque do time na temporada, Leandro Damião, mostrar mais uma vez, seu faro de gol, para manter a sua ótima média de gols e, igualar, em 14 jogos, os 11 gols que ele marcou pelo Santos na última temporada inteira – onde disputou 44 partidas -, já no segundo tempo, em cobrança de escanteio, Henrique desviou de cabeça para liquidar a fatura em 3-0 e, aniquilar o desleal e violento adversário de Guayana.

Arrascaeta no momento de sua linda bicicleta que abriu o placar para o Cruzeiro (foto: Globoesporte.com)

Arrascaeta no momento de sua linda bicicleta que abriu o placar para o Cruzeiro (foto: Globoesporte.com)

É importante frisar também, a boa entrada, mais uma vez, de Gabriel Xavier no jogo, o canhoto e habilidoso jogador entrou no segundo tempo no lugar de Willian, para jogar pelo lado direito do meio campo e conseguiu, com qualidade, acrescentar á equipe. Vale destacar também, a maravilhosa jogada de Arrascaeta, craque do jogo, no fim da partida, quando chapelou um defensor adversário e finalizou sem deixar a bola tocar o chão, porém, a belíssima jogada não foi concluída em gol e o chute do camisa 10 passou raspando a trave. E além disso, o fato de que, o Cruzeiro continua sendo o único clube na competição que ainda não sofreu gols.

O resultado, além de ter tido toda sua importância pelo bom futebol apresentado, fez com que o Cruzeiro praticamente definisse sua classificação para a próxima fase, e, um empate diante do Huracán, na Argentina, na próxima semana, garante, mateticamente, esse avanço rumo ás oitavas de final da competição continental.

Tudo bem que o Mineiros não é uma equipe que ofereceria enorme resistência para o Cruzeiro, entretanto, o valor dessa vitória, é que, em todas as outras partidas da temporada, o time de Marcelo Oliveira, contra adversários do mesmo nível ou até inferiores, não havia conseguido demonstrar o que demonstrou ontem, a expectativa portanto, é que, com a sequência certa, esse bom futebol possa ser mantido e até evoluído, para que as glórias voltem a desembarcar na Toca da Raposa.

Arrascaeta, destaque do jogo, vibra com Willian após marcar um belo gol (foto: Globoesporte.com)

Arrascaeta, destaque do jogo, vibra com Willian após marcar um belo gol (foto: Globoesporte.com)

About The Author