Alisson Euler de Freitas Castro. Se a torcida do Cruzeiro pudesse definir seu sentimento de esperança para a temporada 2015, em um nome, seria esse.

21 anos, ágil, veloz, inteligente, forte e decisivo, Alisson coleciona qualidades essenciais que um “meia moderno” tem de ter para obter sucesso no mundo da bola, o jogador que foi promovido e estreou no profissional do Cruzeiro em 2013, vem desde a base chamando atenção pelas ótimas atuações, porém, profissionalmente, deixou claro seu real potencial na temporada 2014, quando participou diretamente de diversas vitórias da equipe campeã brasileira do mesmo ano, cavando um lugar como titular em várias partidas do segundo turno. Entretanto, uma lesão muscular na coxa, prejudicou bastante sua regularidade como titular e impediu que o jogador continuasse exibindo seus ótimos atributos.

Alisson comemorando um de seus gols, com a torcida,  pelo Cruzeiro na campanha do título brasileiro em 2014

Alisson comemorando um de seus gols, com a torcida, pelo Cruzeiro na campanha do título brasileiro em 2014.

 

Veio então o ano de 2015, e Alisson, mais uma vez iniciou o ano sofrendo com uma lesão na coxa, que fez com que o jogador perdesse a pré-temporada e o começo da temporada, porém, Alisson se recuperou, e voltou com tudo, mostrando todo seu ótimo futebol que a torcida sabe que ele tem. Isso ficou claro, principalmente na sua excelente atuação diante do Villa Nova (11/03), onde o Cruzeiro venceu por 4-0 e a joia celeste contribuiu com 1 assistência, um pênalti sofrido e a jogada do último gol do jogo, e diante do América-MG (22/03) onde o jogador marcou 1 gol em uma de suas jogadas característica, a infiltração em diagonal pelo lado esquerdo.

E na noite de ontem (27/03), deu mais uma amostra de todo seu potencial, dessa vez com a camisa da seleção brasileira olímpica. Com passes e cruzamentos precisos e infiltrações secas e diretas pelo lado esquerdo, o jogador foi, ao lado de Vitinho do Internacional-RS, o melhor em campo da goleada por 4 a 1 da equipe comandada pelo técnico Alexandre Gallo. O jovem diamante azul, contribuiu com 3 assistências, primeiro um passe absurdamente preciso para Vitinho tocar de primeira na saída do goleiro, mostrando toda sua visão e inteligência, depois com uma infiltração precisa pela esquerda, ele mostrou toda sua força física para insistir na jogada e cruzar com açúcar para o meia colorado marcar de novo, e por último, com um preciso cruzamento para Anderson Talisca, do Benfica-POR, definir o placar e a empolgante goleada da equipe.

Alisson posando para foto grupal pela seleção Brasileira Olímpica

Alisson posando para foto em grupo pela seleção Brasileira Olímpica.

O que se pode esperar de Alisson portanto, é que, o jogador continue evoluindo e desenvolvendo todo seu qualitativo e absurdo talento, para que, em um futuro próximo, fixe se no cenário do futebol mundial como o craque que aparenta ser, e seja a esperança não só do Cruzeiro e de sua torcida, mas também, da seleção Brasileira e de toda essa grandiosa nação na busca pelo tão sonhado ouro olímpico e ,a longo prazo, da sexta estrela de campeã da Copa do Mundo FIFA.

About The Author