Terminado o primeiro grande clássico paranaense do ano, vamos às considerações:
Primeiramente, gostaria de esclarecer uma afirmação errônea muito vista na internet: AtleTiba é clássico sim! Envolve paixões como qualquer outro, é capaz de parar uma cidade como qualquer outro. Não é porque os dois clubes tem como maior título um campeonato brasileiro que a rivalidade é menor. É sim um enorme clássico.

Infelizmente tivemos hoje o seguimento de algo muito decorrente, futebol foi o de menos. Toda a proposta e mobilização das diretorias não trouxe muito resultado. A parceria e amizade ficou apenas entre os cartolas. Nas arquibancadas pudemos ouvir bombas explodindo, e esperamos que tenha parado por aí e que não hajam extensões de brigas pela cidade.

O jogo em si foi parado e monótono, vimos o Coxa abrir o placar logo no inicio da partida e marcar o gol final não muito tempo depois. A partir daí tivemos um Atlético apático com seu sub-23 inexperiente e um Coritiba não muito afim de tomar a iniciativa. Algumas poucas chances foram desperdiçadas por falta de experiência por parte do Atlético e um gol foi anulado de forma duvidosa para o time do Alto da Glória. Tivemos o esperado para o primeiro clássico do ano, em fase de preparação e com uso de time alternativo por parte do rubro negro curitibano.

Com exceção ao momento da bomba, as torcidas mostraram sua verdadeira cara, cantaram e apoiaram seus clubes o tempo todo. Fica o lamento pelo fato uma minoria continuar interferindo e manchando a festa de milhares, podendo inclusive fazer os clubes perderem mando de campo para a sequencia do campeonato.

Com o resultado da partida, o Coritiba foi para a segunda colocação e o time do Água Verde caiu para a oitava posição (última antes da zona da morte). A probabilidade é que ambos os clubes terminem a primeira fase entre os oito primeiros colocados e avancem para as quartas de final. Esperamos que nos próximos jogos haja avanço no futebol e na conscientização dos torcedores.

About The Author